Garcinia Cambogia: O Emagrecedor Natural

garcinia cambogia natural

A Garcinia Cambogia (também conhecida como Garcinia Gummi-Gutta, Malabar Tamarindo, Goraka, Citrino ou Árvore do Petróleo) é uma planta medicinal originária de florestas das regiões do Camboja, do sul da África e da Polinésia, sendo que também é cultivada no sul da Índia e em outros países do extremo oriente.

Seus frutos, que se assemelham a uma pequena e leve abóbora moranga verde, são bem azedos e tradicionalmente utilizados na culinária dessas regiões como aromatizantes, temperos ou até mesmo como conservantes. Os povos desta região costumam adicionar este ingrediente aos alimentos em suas refeições para se sentirem cheios mais rapidamente, e assim, comerem menos. Em algumas zonas da Malásia, a Garcinia Cambogia é utilizada em sopas e em outros aperitivos que são servidos antes das refeições, com o mesmo objetivo citado acima: emagrecer devido às propriedades saciantes deste interessantíssimo fruto.

Os frutos da Garcinia Cambogia apresentam propriedades de redução de apetite e de perda de peso, mas também são muito populares nestas regiões, devido aos seus outros benefícios à saúde, como cura de úlcera, melhorias no sistema digestivo como um todo e, até mesmo, alívio das dores causadas pela artrite.

O extrato da fruta (principalmente da casca, que é rica em HCA – ácido hidroxítrico) começou a ser comercializado como suplemento de perda de peso já há mais de 20 anos e está se tornando cada vez mais popular no Brasil e no mundo todo, ficando conhecido e vendido como o novo queimador de gordura natural das celebridades, por apresentar resultados rápidos e expressivos!

Apesar de o fruto como um todo apresentar diversos nutrientes e propriedades interessantes, o foco todo dos estudos e publicações científicas sobre o auxílio da Garcinia Cambogia na perda de peso está sobre o HCA presente em grandes quantidades e concentrações principalmente em sua casca, que é o ingrediente ativo dos suplementos à base dos frutos desta planta.

O ácido hidroxicítrico (na forma de hidroxicitrato) é um inibidor efetivo da síntese de ácidos graxos. Isto se dá pela interrupção da atuação da ATP-citrato-liase, uma enzima que gera elementos essenciais no processo de biossíntese de ácidos graxos (unidades formadoras dos triglicerídeos e lipídios polares) e do colesterol.

A grande vantagem dos suplementos à base de Garcinia Cambogia, é que eles atuam a nível metabólico, não estimulando ou reprimindo o sistema nervoso central, ao contrário dos medicamentos anorexígenos clássicos. Portanto, os efeitos colaterais do HCA são muito mais leves e menos frequentes do que destes outros suplementos.

A seguir, conheceremos como funciona a perda de peso e a inibição do apetite com a ingestão de ácido hidroxítrico, os benefícios da suplementação ou ingestão de Garcinia Cambogia, quais são as melhores e mais recomendadas maneiras de fazer isto, além de alguns possíveis, mas pouco prováveis, efeitos colaterais leves que podem surgir.

 

Como funciona a perda de peso com Garcinia Cambogia?

 

A Garcinia Cambogia atua na perda de peso por meio de dois mecanismos naturais: um deles é através de um poderoso efeito saciante, reduzindo e inibindo o seu apetite; e o outro é bloqueando a atuação de uma enzima chamada ATP-citrato-liase, responsável por transformar carboidratos e açúcares em gordura no seu organismo.

Porém, estes não são mecanismos distintos e isolados. Como veremos a seguir, eles atuam quase que em forma cíclica e consecutiva. Os efeitos da redução da síntese e armazenamento de ácidos graxos e gorduras (por meio da ação do HCA inibindo a ATP- critrato-liase) estimulam a inibição do apetite. A inibição do apetite, por sua vez, ocasiona uma redução da produção e dos picos de insulina, o que consequentemente também auxilia na diminuição das gorduras corporais, pois a insulina é o hormônio responsável por fazer nosso metabolismo transformar açúcares e carboidratos em energia, glicogênio ou gordura. Quando um indivíduo tem uma alimentação muito carregada em carboidratos, sua insulina fica sobrecarregada, provocando uma grande produção e armazenamento de gorduras. E, mais obviamente, a inibição do apetite faz com que o indivíduo coma menos e, portanto, engorde menos / emagreça mais.

Veremos a seguir mais detalhadamente como estes mecanismos funcionam em nosso organismo.

O principal nutriente da casa desta fruta é o ácido hidroxicítrico (HCA), que apresenta uma composição similar ao ácido cítrico e ao qual diversos estudos estão atribuindo um importante papel na inibição do apetite e no metabolismo das gorduras, dos ácidos graxos, dos carboidratos e dos açúcares.

Ao ser ingerido pelo nosso organismo, o HCA inibe a ação da enzima ATP-critrato-liase, principal responsável por transformar os carboidratos e açúcares dos alimentos que ingerimos em ácidos graxos e gorduras que seriam armazenados como tecido adiposo. O mecanismo de ação pelo qual o HCA promove a diminuição da lipogênese está relacionado com a inibição da clivagem do citrato, pela enzima ATP-critrato-liase. Ao inibir a clivagem, o HCA impede a liberação de acetil coenzima A, o substrato necessário para a síntese dos ácidos graxos. Isto acarreta em um aumento do glicogênio hepático e muscular, pois é estimulada a neoglicogênese, diminuindo assim o apetite e o ganho de peso.

Como funciona a perda de peso

Estes altos níveis de glicogênio fazem com que seja enviado um sinal para nosso cérebro de que nosso corpo está saciado e com isso, ocorre a inibição do apetite e, consequentemente, redução da ingestão de alimentos.

Com esta redução da ingestão de alimentos, o indivíduo apresenta menos picos de produção de insulina (que é estimulada para ingestão de carboidratos e açúcares), o hormônio responsável por comandar nosso sistema digestivo a transformar os carboidratos em energia, glicogênio ou gorduras.  Com menos picos de produção, a insulina consegue desempenhar otimamente, aumentando a produção de energia instantânea e o armazenamento de glicogênio, e reduzindo o armazenamento de gorduras.

Um indivíduo com alimentação balanceada e saudável, com quantidades controladas e baixas de carboidratos e açúcares, dificilmente apresenta picos de produção de insulina. Já um indivíduo que apresenta uma alimentação baseada em pães, massas, bolos e doces, apresentará picos de produção de insulina toda vez que se alimentar, sobrecarregando assim a atuação da sua insulina e promovendo a produção e o acúmulo de gorduras.

Com o auxílio de uma suplementação de HCA ou Garcinia Cambogia, um indivíduo destes consegue promover sua perda tanto direta como indiretamente, pois o suplemento irá atuar diretamente na perda de apetite e na redução da gordura corporal, enquanto que esta inibição de apetite irá reduzir sua ingestão destes alimentos que sobrecarregam a insulina, diminuindo também indiretamente o acúmulo de gordura corporal.

Desta maneira, é simples perceber que estes processos funcionam praticamente como um ciclo de inibição do apetite e redução do armazenamento de gorduras, acarretando em uma contínua, sustentável e natural perda de peso.

Além disso, o extrato também pode aumentar a liberação de serotonina, um neurotransmissor que, dentre suas diversas funções, aumenta o bem-estar geral e diminui o apetite, contribuindo ainda mais para este ciclo.

 

Quais são os seus benefícios?

 

Durante a explicação de como a Garcinia Cambogia, o HCA e seus outros componentes atuam em nosso organismo para promover a inibição do apetite e a perda de peso, já foram citados alguns outros benefícios naturais desta incrível fruta.

Muitos deles são relacionados com o aumento da produção de serotonina, outros são efeitos positivos em seu metabolismo decorrentes da menor ingestão de alimentos, da menor conversão de carboidratos e açúcares em ácidos graxos e gorduras e do menor armazenamento de gorduras em seu corpo e outros são devidos a outros nutrientes e componentes naturais presentes na Garcinia Cambogia. Porém, como vamos ver a seguir, todos estes benefícios apresentam correlações entre si e, portanto, atuam em conjunto e de maneira cíclica para aumentar o seu bem-estar, sua saúde e te auxiliar em uma perda de peso contínua, sustentável e natural.

Vamos começar pelos benefícios gerados pelo aumento dos seus níveis de serotonina.

A serotonina é um neurotransmissor produzido no tronco encefálico, mais precisamente no núcleo da rafe, e que desempenha importantes funções em muitas partes do organismo. Embora todas as suas áreas de atuação ainda estejam sendo descobertas pela neurociência, estudos já apontam alguns lugares onde esse neurotransmissor age. São eles: regulação do sono, controle da ansiedade, da depressão e de outros distúrbios de humor, tratamento de enxaquecas, responsável pelo bom humor, controle da saciedade, atividade sexual / libido e controle dos sintomas da TPM.

As pessoas que apresentam níveis baixos de serotonina costumam sofrer de ansiedade, depressão ou de outros distúrbios do humor, psicológicos, sexuais e do sono. Estes desequilíbrios causam, muitas vezes, comportamentos impulsivos na ingestão de alimentos. O ácido hidroxicítrico (HCA) presente no extrato da fruta estimula os nossos neurônios (células nervosas) a produzir mais serotonina, aumentando significativamente os níveis deste importante neurotransmissor e, consequentemente, melhorando o humor, acrescentando mais energia, controlando a saciedade e reduzindo os impulsos descontrolados diante dos alimentos, como, por exemplo, a compulsão alimentar e a alimentação emocional.

Juntamente com o aumento dos níveis de serotonina, o HCA, por meio da inibição da enzima ATP- critrato-liase, bloqueando liberação de acetil coenzima A, diminuindo a conversão de carboidratos em gorduras e estimulando o aumento dos níveis de glicogênio em nosso fígado e nossos músculos, também inibe o apetite.

Garcinia cambogia perdo

Dessa maneira, ao ingerir menos alimentos (principalmente os ricos em carboidratos e açúcares), seu corpo consegue detectar e liberar as gorduras acumuladas nas células para serem queimadas e utilizadas como energia. Quando o corpo não está produzindo e acumulando gorduras, o que ele passa a fazer é queimar gorduras e calorias, principalmente se você for um indivíduo fisicamente ativo. Desta maneira é fácil de ver que os mecanismos pelos quais a Garcinia Cambogia promove a perda de peso no organismo são realizados e estimulados de forma totalmente natural.

Além dos mecanismos de perda de peso citados anteriormente, este fruto também possui propriedades termogênicas, ou seja, sua digestão necessita da queima calorias para ocorrer, aumentando a temperatura corporal e acelerando o seu metabolismo, o que promove uma perda de peso e uma queima de gorduras ainda maiores.

Ao mesmo tempo em que reduz a produção e o armazenamento de gorduras, este maravilhoso fruto promove a produção de energia e o armazenamento de glicogênio hepático e muscular, além de acelerar o metabolismo. Por isso, a Garcinia Cambogia demonstrou em diversos testes realizados, que é capaz de estender o tempo pelo qual um atleta consegue executar atividades físicas antes que fique fatigado, o que demonstra um aumento de resistência e melhoria no desempenho de maneira direta.

Por reduzir a conversão de açúcares e carboidratos em ácidos graxos e gorduras, a Garcinia Cambogia também tem mostrado através de diversos estudos, apresentar propriedades de redução do colesterol. Ao mesmo tempo em que se mostrou reduzir os níveis de triglicerídeos, de colesterol total e do colesterol ruim (LDL), também mostrou ser capaz de estimular a produção do colesterol bom (HDL).

Além disso, estudos mostram também que o HCA ajuda na quebra das células de gordura, facilitando a queima delas através de dietas e exercícios físicos.  Isso significa que a Garcinia Cambogia é capaz de aumentar o uso bioquímico das gorduras para a produção de energia, reduzindo a produção de novas gorduras.

A fruta também apresenta propriedades laxantes, devido à presença de pectinas em sua polpa. Com isso, pode também ser utilizada para tratar problemas como constipação, disenteria, reumatismo e úlceras. A Garcinia Cambogia contém em sua composição antocianósidos, compostos fenólicos ( biflavonóides,xantonas, benzofenas), sais minerais em sua casca e é rica em fibras. Por apresentar estes diversos outros nutrientes, entre eles a vitamina-C, a Garcinia Cambogia demonstra também propriedades antivirais, anti-inflamatórias e antioxidantes.

Porém, essas propriedades seriam obtidas por quem ingerisse o fruto e não apenas suplementos de HCA à base dele.

 

Como fazer a suplementação com Garnícia Cambogia?

 

Como citado anteriormente, o ingrediente ativo da Garcinia Cambogia, que estimula a perda de peso e a maioria dos benefícios citados acima, é o ácido hidroxítrico (HCA).

Para ser possível consumir o ácido nas dosagens adequadas (falaremos sobre a dosagem a seguir) é recomendável utilizar os suplementos em forma de cápsulas, na forma líquida ou de pó de HCA concentrado a partir do extrato da Garcinia Cambogia. O chá também é uma maneira eficiente de ingerir o HCA, porém, não tanto quanto as cápsulas, o líquido ou o pó.

Mas, consumir a fruta como um todo, complicaria muito o objetivo de atingir a dose adequada de HCA, pois o ácido hidroxícitrico encontra-se presente de maneira concentrada apenas na casca do fruto. Além disso, seria muito caro importar a fruta para o Brasil e, no mínimo, desconfortável e estranho para consumi-la (é uma fruta bem ácida e azeda, não sendo facilmente adaptável ao nosso paladar e nossas culinárias).

No início de sua comercialização no Brasil, ela podia ser comprada na forma de cápsulas ou de chá apenas em algumas farmácias de manipulação, mas, atualmente, há diversos suplementos concentrados de Garcinia Cambogia em lojas físicas e on-line, especialmente em forma de cápsulas e em pó. Há também a versão líquida do suplemento, sendo que as gotas devem ser pingadas debaixo da língua, para melhor absorção. O ingrediente também costuma ser incluído em barras de cereal, shakes e outros alimentos utilizados em dietas de emagrecimento.

Os melhores suplementos de HCA encontrados no mercado combinam o nutriente (normalmente encontrado em concentrações de aproximadamente 60%) com cálcio e potássio, para assim melhorar a absorção do HCA pelo organismo.

A melhor forma de ingerir o suplemento de Garcinia Cambogia e, principalmente, a dosagem recomendada, vão mudar de indivíduo para indivíduo. Claramente, a dosagem não será a mesma para uma pessoa que deseja perder de 5 a 10 quilos e para outra que precisa perder mais de 20 quilos. O peso atual (e o percentual de gordura corporal), além de fatores como nível de atividades físicas, alimentação, metabolismo, entre outros, também influenciam na dosagem diária recomendada do suplemento.

De modo geral, é altamente recomendado consultar as bulas dos fabricantes do suplemento, pois sempre são encontradas nelas orientações sobre como utilizar o produto da maneira saudável e segura possível, evitando assim os possíveis efeitos colaterais do uso excessivo do HCA que serão detalhados mais adiante. A concentração de HCA no pó, ou no líquido, a dosagem das cápsulas e a procedência do chá variam de fabricante para fabricante, por isso, é sempre importante seguir as especificações e orientações do fabricante.

Para garantir ainda mais a segurança da utilização do suplemento de Garcinia Cambogia, é recomendável consultar um fitoterapeuta (indivíduo que estuda a medicina das ervas, as propriedades curativas das plantas, do modo como é praticada na China tradicional e em culturas do Ocidente), um médico especializado ou um nutricionista, que irá realizar exames clínicos para verificar a sua necessidade diária de HCA e até mesmo indicar um fabricante ou uma farmácia de manipulação para você obter seu suplemento.

Os fabricantes e fitoterapeutas se baseiam em diversos estudos realizados, que relacionam a quantidade de HCA ingerida com a perda de peso, sob diversas condições de nível de atividade física e de alimentação, para recomendar essas quantidades diárias de suplemento a serem administradas.

Alguns estudos preliminares indicam até 2.800 mg por dia como uma dose segura do suplemento, mas os efeitos de uma ingestão tão alta ainda são desconhecidos, portanto, é recomendado ficar bem abaixo dessa dose.  Após comprar o produto em um local adequado, você deverá entender quanto pode tomar e, embora existam variações entre cada suplemento e cada indivíduo, a dose média recomendada é de 1.500 mg por dia. Novamente, siga todas as instruções do fabricante e converse com um profissional de saúde antes de iniciar o uso do produto.

Porém, um fato é consenso entra fabricantes e fitoterapeutas: o melhor momento para consumir o suplemento de Garcinia Cambogia é antes das refeições. Isto pois, como ela atua como um inibidor de apetite natural, a quantidade de alimento que você irá ingerir na refeição será drasticamente reduzida. Geralmente, é recomendada a ingestão das cápsulas de HCA concentrado de 30 a 60 minutos antes de cada refeição e com o estômago vazio, para facilitar a absorção e a ação do suplemento.

Alguns estudos mostram que a utilização de suplementos de HCA combinada com a restrição de determinados alimentos pode incentivar o emagrecimento, especialmente na região da cintura. Limite o seu consumo de alimentos ricos em fibras, principalmente próximo ao horário de ingestão da Garcinia Cambogia. Isso significa que você não deverá comer alimentos ricos em fibras em cada refeição do dia, já que a Garcinia Cambogia deve ser tomada de 30 a 60 minutos antes das refeições. Para ingerir a quantidade diária necessária de fibras, faça pequenos lanches com alimentos ricos em fibras fora desses períodos de utilização do HCA.

Por fim, é importante ressaltar que apenas a ingestão suplementos de Garcinia Cambogia não fará todo o trabalho todo sozinha. É preciso incluir na receita hábitos saudáveis de dieta balanceada e a prática de exercícios físicos frequentes, pois sem isso, não há no mundo alimento fitoterápico, nem mesmo a Garcinia Cambogia, que irá resolver seus problemas de peso.

Ninguém precisa começar a correr maratonas, praticar cross-fit ou ficar horas na academia para se manter fisicamente ativo. Inicie com pequenas atividades que aumentem seu nível de atividade física gradualmente, façam com que você se mexa mais e o mantenham saudável. Tente começar fazendo trilhas ou caminhadas, praticando jardinagem ou natação, ou jogando golfe ou tênis. A partir daí, vá aumentando seu nível de atividade física até chegar a práticas mais intensas.

Você perceberá como os seus resultados de perda de peso com suplementação de HCA serão muito mais significativos caso aliados a uma prática regular de atividades físicas!

Limite o consumo de comidas ricas em carboidratos, gordurosas ou açucaradas. Fast food, batata frita, molhos gordurosos, bolos, tortas, bacon, maionese, doces e chocolates, todos esses alimentos têm altos teores de açúcar ou gordura, e alguns deles possuem uma combinação de ambos. Limite também a ingestão de pães, batatas, massas e molhos preparados com farinha de trigo ou ricos em amido. A ingestão destes alimentos, não apenas sabotará seus objetivos de perda de peso, como também trará diversos outros problemas de saúde para você. Opte por peixes, carnes magras (como frango e peru), e vegetais de folhas verdes, como espinafre e rúcula.

 

Quais são os seus efeitos colaterais e suas contra indicações?

 

A Garcinia Cambogia é uma substância indicada como alternativa no controle da obesidade, pois inibe o apetite, reduz a gordura corporal acumulada e emagrece naturalmente sem causar distúrbios psicológicos, cardiovasculares, entre outros prejuízos comuns, que os supressores de apetite normalmente encontrados no mercado de suplementação (que atuam estimulando ou reprimindo o sistema nervoso central) geram.

De maneira geral, não existem efeitos colaterais ou secundários associados, caso o suplemento de HCA seja utilizado de acordo com as especificações do fabricante e/ou as recomendações do seu fitoterapeuta ou médico.

Dito isso, em casos específicos podem ocorrer efeitos colaterais leves como dores de cabeça, irritações no sistema digestivo e erupções leves na pele. Porém, esses sintomas são frequentes apenas em indivíduos que utilizam o suplemento sem seguir as especificações ou orientações adequadas, ou que utilizam produtos de má qualidade, de fabricantes duvidosos ou com a presença de outros ingredientes. O extrato de Garcinia Cambogia deve conter ao menos 50% de ácido hidroxicítrico para gerar os efeitos de inibição do apetite, de redução da produção/armazenamento de gorduras e de aumento dos níveis de serotonina, sem estarem presentes quaisquer outros ingredientes, que podem gerar efeitos colaterais no paciente.

O ácido hidroxicítrico foi ligado à atrofia testicular e toxicidade após serem realizados testes em ratos. Entretanto, testes clínicos com humanos não mostraram efeitos semelhantes graves como os exibidos pelos ratos.

Ainda não foram realizados testes e estudos sobre a segurança do extrato do ácido hidroxícitrico e da Garcinia Cambogia em mulheres grávidas ou lactantes, portanto, elas não devem ingerir o suplemento ou o alimento, já que os efeitos tanto na mulher como na criança são desconhecidos.

O mesmo é válido para crianças pequenas. Ainda não foram realizados estudos para verificar se o suplemento é saudável para crianças ou qual seria a dosagem recomendada para elas, então, não é aconselhável o uso deste medicamento para elas.

Pessoas que tomam antidepressivos que estimulam a produção e liberação de serotonina (ISRSs – Inibidores Seletivos de Recaptação de Serotonina) também não devem tomar o extrato de HCA. Como a Garcinia Cambogia também estimula a liberação de serotonina, os níveis deste neurotransmissor podem ficar acima de um nível saudável, causando toxicidade por serotonina, um estado em que o indivíduo pode sofrer sintomas como aumento dos batimentos cardíacos e alterações nos outros comportamentos neurológicos controlados por ela citados anteriormente: regulação do sono, controle da ansiedade, da depressão e de outros distúrbios de humor, tratamento de enxaquecas, responsável pelo bom humor, atividade sexual / libido e controle dos sintomas da TPM.

Isto é também chamado de síndrome da serotonina, na qual os níveis de serotonina no corpo do paciente são muito mais elevados do que o normal. A síndrome pode causar sintomas neurológicos, como gagueira, inquietação, agitação, perda de coordenação e alucinações, além de febre, diarreia e aumento dos batimentos cardíacos e da pressão arterial. Há apenas um caso relatado de uma paciente que tomou o suplemento de Garcinia Cambogia juntamente com um medicamento antidepressivo da classe ISRSs e desenvolveu os sinais neurológicos característicos da síndrome da serotonina. Mesmo assim, é importante tomar todos os cuidados necessários para evitar esta situação.

Diabéticos e hipoglicêmicos também devem tomar cuidado ao utilizar o suplemento de Garcinia Cambogia, já que ele pode contribuir para baixar os níveis de açúcar no sangue, gerando alterações fisiológicas (principalmente de produção da insulina) indesejadas.

A ingestão do HCA também deve ser evitada por pacientes com doenças de demência e outras síndromes como Alzheimer, devido à possibilidade teórica de formação de acetilcolina no cérebro.

Como qualquer medicamento, deve ser verificado na bula do suplemento ou com seu médico, se a Garcinia Cambogia apresenta interações medicamentosas. Existem relatos de que os suplementos à base da planta podem interagir mal com determinados medicamentos, como remédios para asma, alergias e diabetes. De acordo com tais relatos, o suplemento afeta a eficácia desses medicamentos. O fruto também pode interferir com diluentes de sangue, medicamentos psiquiátricos, analgésicos, suplementos de ferro e estatinas (remédios utilizados no controle do colesterol). Portanto, antes de iniciar o uso da Garcinia Cambogia, consulte um médico caso esteja utilizando qualquer um desses medicamentos.

No Brasil, a Garcinia Cambogia está regulamentada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como um medicamento fitoterápico, mas é sempre bom ficar atento a alguns detalhes. Seja sempre cuidadoso ao tomar suplementos dietéticos e não se esqueça de consultar um médico antes de iniciar o uso de um novo medicamento como este. Pesquise bastante antes de ir às compras, para escolher um fabricante de confiança e que leve o selo de registro da Anvisa. Confira o site do fabricante: ele deve trazer informações sobre a empresa, sua filosofia, missão e valores, além de informações sobre a procedência dos frutos utilizadas e sobre seus métodos de fabricação.

Em resumo, a Garcinia Cambogia é desaconselhada para gestantes, crianças, portadores de Alzheimer e demência, diabéticos, hipoglicêmicos e indivíduos que sofrem com enxaqueca, pois o princípio ativo deste produto pode agravar estas condições. Para evitar os possíveis sintomas colaterais leves, seu uso deve ser sempre aconselhado/acompanhado por um profissional de saúde e conforme as orientações do fabricante e de seu fitoterapeuta ou médico.

 

Considerações finais

 

Os suplementos à base de Garcinia Cambogia são uma maneira segura e natural de perder peso ou auxiliar na perda de peso, pois diminuem seu apetite e sua produção de gorduras apenas regulando processos metabólicos básicos, sem causar estresse desnecessário ao seu organismo ou estimular/reprimir seu sistema nervoso central, como fazem outros suplementos semelhantes.

Seu uso por si só pode trazer todos os benefícios e efeitos prometidos, mas, aliado a uma alimentação equilibrada e à prática regular de atividades físicas, você alcançará seu objetivos de maneira muito mais rápida e eficiente, além de contribuir ainda mais para a sua saúde e seu bem-estar geral.

Se você decidir incluir esse suplemento nos seus esforços de perda de peso, certifique-se de comprar uma marca de confiança, sem ingredientes adicionais e de ingeri-lo nas doses indicadas, sempre consultando as especificações dos fabricantes e apoiando-se em uma orientação médica profissional.